faça sua denúncia....
  Home  |  Matérias  |  Expediente  |  Editorial  |  Contato    
  :::  www.anticartel.com ::: 

Em breve, aguarde...

Presidente de sindicato de cegonheiros de Goiás se revoltou e fez duras críticas aos manifestantes que tentam impedir operações de porto em Vitória-ES



30/09/2016
Um grupo de cegonheiros ligados à organização criminosa (segundo a Polícia Federal) que controla até hoje o setor de transporte de veículos novos, deixou mais de 10 caminhões-cegonha da empresa Transilva Logística, depredados. O grupo, composto por cerca de 200 cegonheiros (pais de família, se auto-intitulam), são filiados ao Sindicato dos Cegonheiros de São Paulo, o Sindicam, agregados às transportadoras Tegma, Brazul e Transcar. Eles deixaram de operar quando a Kia Motors do Brasil resolveu romper com o suposto cartel, contratando a Transilva Log como a única operadora de logística e transportadora da importadora.

Na semana passada, o grupo foi à Assembléia Legislativa do Espírito Santo, pedir apoio aos deputados capixabas. A deputada Janete de Sá chegou a sugerir a criação de uma CPI para investigar o que considera “a máfia do transporte de veículos”. Na ocasião, os cegonheiros estavam em busca de trabalho, alegando serem pais de família que teriam ficado desempregados com a decisão da Kia Motors. De pais de família, os cegonheiros se transformaram rapidamente em depredadores do patrimônio alheio e visivelmente contrários à livre iniciativa. São cegonheiros (empresários) que defendem a concentração do mercado nas mãos de dois grandes grupos econômicos: Sada e Tegma.leia mais...
_______________________________________________________________________________________________

Irregularidade teria acontecido no mercado de distribuição de recarga eletrônica para telefones celulares pré-pagos

29/09/2016A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Cade – recomendou, em parecer publicado no Diário Oficial da União do dia 23, a condenação de três empresas e nove pessoas físicas por formação de cartel no mercado de distribuição de recarga eletrônica para telefones celulares pré-pagos.

As empresas são Check Express Sociedade Anônima, Rede Digital Comércio e Serviços Limitada. (atual Rede Transações Eletrônicas Limitada.) e Rede Ponto Certo Tecnologia e Serviços Limitada.

A investigação teve início em 2010, a partir de acordo de leniência firmado com o Cade e o Ministério Público do Estado de São Paulo. As irregularidades teriam ocorrido pelo menos entre 2007 – quando o mercado de distribuidores eletrônicos de recarga para celular movimentou cerca de R$ 3,5 bilhões – e 2009.

Ao longo da instrução do processo, também foram firmados dois Termos de Cessação de Conduta – TCCs entre o Cade e a RV Tecnologia e Sistemas Sociedade Anônima, Getnet Sociedade Anônima e pessoas físicas relacionadas a essas empresas. leia mais...

_______________________________________________________________________________________________

Fiat, Ford e Volkswagen são acusadas de abusar do direito de propriedade no setor de peças de reposição

05/09/2016A secretaria-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), divulgou nota técnica onde é sugerida, ao Tribunal Administrativo de Defesa Econômica do órgão antitruste, a condenação das três montadoras por abuso de propriedade no setor de peças de reposição. Elas são acusadas de tentar proibir, via ações judiciais, os fabricantes independentes de autopeças (Fiaps), de produzirem e venderem “peças visíveis dos veículos por elas produzidos”. A denúncia foi feita pela Anfape – Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças, ainda em 2007. Se condenadas, poderão ter de pagar multas milionárias, além de serem impedidas de ingressarem com novas ações judiciais contra os chamados Fiaps.

De acordo com o extenso relatório concluído pelo Cade, em suas 156 páginas, “as montadoras representadas estariam se voltando contra o mercado de reposição (affermarket), a fim de proibir os proibir os Fabricantes Independentes de Autopeças (FIAPs) de fabricarem e venderem peças visíveis dos veículos por elas produzidos. Como fundamento para tanto, as representadas utilizariam determinados registros de desenhos industriais que levaram a efeito perante o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI)”. leia mais...

  ::: ARTIGOS :::  
A covardia das montadoras...
   ::: SUCURSAIS :::
*Salvador (BA) *Anápolis (GO) *Belo Horizonte (MG)
*Betim (MG) *Brasília (DF) *Camaçari (BA)
*Curitiba (PR) *Goiânia (GO) *Gravataí (RS)
*Porto Alegre (RS) *Porto Real (RJ) *São Paulo (SP)
*São Bernardo do Campo (SP)  
*São José dos Pinhais (PR)  
*Rio de Janeiro (RJ) Redação - NOSSO EXPEDIENTE

Últimas Notícias
02/09/2015 - Transilva Log encontra espaço para a conquista de novas cargas...
31/08/2015 - Cade instaura processo para investigar supostos cartéis de GLP na região Nordeste do Brasil...
Veja mais notícias...
LINKS
visite nosso site...
visite nosso site...
 
 
 
 
 
 
 
Copyright © ANTI-CARTEL  Contato   Expediente Designed by ANTI-CARTEL